Início / Fernanda Coelho

Fernanda Coelho

Levanta-te e anda, Brasil!

Ontem minhas filhas me perguntaram por que estava todo mundo nas ruas, brigando. Para responder à questão, falei brevemente sobre os impostos que pagamos e sobre o destino inapropriado que muitas vezes esse dinheiro recebe. Discorri um pouco sobre o que é corrupção e sobre a importância de se votar …

Leia Mais »

Lia

Da janela aberta, Lia observava a noite avermelhada de inverno. As nuvens desfilavam inatingíveis, tangenciando aqui e ali algum pensamento solto. Desligou todas as luzes, fechou os olhos, inspirou profundamente e permitiu que o ar frio trouxesse consigo a calma. Sentia-se cansada, pesada de lembranças que não queria mais carregar. …

Leia Mais »

Penúltimo

– Isso é cara para se comparecer ao fim do mundo? – pensou Marilu, enquanto se olhava no minúsculo espelho do quebra sol, acima do volante de seu carro financiado até o fim dos tempos. Ela já estava cansada de aguardar os finais – da faculdade, da semana, dos domingos …

Leia Mais »

Escrever, por quê? Um texto sobre tempos bicudos

Se existe uma expressão que me tem procurado várias vezes, desde que me propus a escrever, é o tal do porquê. Com frequência maior que o razoável, surgem-me questionamentos acerca dos motivos para se fazer ou não algo. São dúvidas que surgem em diferentes momentos, por variados motivos e, não …

Leia Mais »

Terra de ninguém

O coração do outro, disse-me uma amiga, é terra que ninguém pisa. E eu concordo. O que mais poderia fazer? Essa é, dentre as ideias com as quais me deparei recentemente, uma das mais inquestionáveis. O coração alheio é terra que nenhum olho humano vê e nenhum outro sentido alcança. …

Leia Mais »