Início / Colunas / Eu tenho, você não? (página 2)

Eu tenho, você não?

Experiências e resenhas de quadrinhos do colunista Carlos Lenilton.

novembro, 2012

  • 10 novembro

    Lex Luthor – Biografia Não-Autorizada

    Houve uma época de brilho intenso onde Lex Luthor era o um dos homens mais ricos do planeta e o segundo mais poderoso de Metrópolis. Um mega-empresário, dono de uma corporação que estendia seus tentáculos por inúmeros setores, de mineração à tecnologia de ponta tudo tinha um dedo da sua Lexcorp. Um …

  • 2 novembro

    A Pistola Volcanic

    Na Nova York do início dos anos 30, duas famílias mafiosas disputam o poder na cidade. De um lado, os italianos da famiglia Valdezio, do outro, o clã irlandês dos McMulligan. O foco principal da disputa gira em torno da falsificação de dinheiro. E, nesse fogo cruzado somos alvejados por uma …

outubro, 2012

  • 25 outubro

    Arqueiro Verde – Ano Um

    O que me fez retirar este gibi do fundo do baú foi a péssima reencarnação do personagem nas páginas de New 52, o novo universo “rebootado” da editora DC Comics. Pensei comigo mesmo: como conseguiram estragar um personagem tão bem definido e totalmente estabelecido? Para comprovar que não se tratava …

  • 16 outubro

    Top Ten – Os Maiores Vilões de Todos os Tempos

    Estava com saudade de preparar  um Top Ten e queimei pestana para pensar em um que valesse a pena não só de escrever, mas também de você ler… e cheguei a conclusão que falar de vilões rende mais linhas do que falar de heróis, afinal os heróis sempre fazem a mesma coisa …

  • 11 outubro

    Hellblazer – A Cidade dos Demônios

    Você, como bom nerd leitor de quadrinhos, deve conhecer o mago inglês John Constantine criado pelo também mago, e também inglês, Alan Moore para ser coadjuvante na série de terror e suspense The Saga of Swamp Thing #37, em 1985 nos EUA. Após lograr boa popularidade tornou-se, junto de Monstro …

  • 6 outubro

    As Muitas Origens de um Vingador Fantasma

    Quem é o Vingador Fantasma e qual sua origem? Essas foram perguntas que por décadas permearam o imaginário coletivo dos leitores de suas estórias. Sua primeira encarnação (provavelmente você nem a conheça ou ouvira falar) surgiu em 1952 na forma de antologia de horror (gênero hit na época) pelas mãos de John Broome e Carmine Infatino, …