Início / Colunas / ¿Isto Non Ecziste? / A Telex é free ou é fraude?

A Telex é free ou é fraude?

Olá, incauto e ingênuo leitor, você já deve ter lido meu último artigo sobre o Ponzi e sua pirâmide, se não leu vai logo lá, que eu espero!

Desta vez, vamos mais a fundo sobre o golpe em sua versão mais moderna, as “empresas” que se dizem de Marketing Multi Nível*, mas que na verdade não passam de pirâmides financeiras da era da internet. Como disse anteriormente, estamos falando daquelas pirâmides onde você paga uma taxa pra entrar e depois chama outras pessoas pra entrarem no esquema também; onde o dinheiro dos últimos que entraram no esquema é usado pra pagar aqueles que entraram primeiro, e também como embuste para o criador da falcatrua sair alardeando: “Olha só, o Fulano (que está lá no topo) já recebeu não sei quantos milhões só nessa semana. Tá esperando o quê pra entrar nessa você também?”. Nisso, mais uma vítima deixa de comprar algo útil para si mesmo, ou até mesmo vende algo seu, e acaba “investindo” nesses esquemas. Acontece que para alguns o dinheiro sai da carteira e não volta mais.

Para mascarar o esquema, a  pseudo empresa cria certos produtos, mas com um valor muito acima do que vale. Como por exemplo,  a Telexfree, eles oferecem linhas VoIP (voice over IP), como se não existisse o Skype, o Google Hangout, o Facebook e o What´s App. Uma conta Premium do Skype não sai por mais que US$ 5 dólares mês. Já a assinatura da TelexFree é de US$ 50, e a qualidade do serviço é ridícula. Ou seja, a empresa tem um produto que jamais competirá no mercado, então fica bem óbvio que não é daí que eles sobrevivem. Outras, como a Bbom, oferecem rastreadores de veículos, também com valores abusivos.

Segundo Luis Nassif, e como a gente viu anteriormente no artigo A Pirâmide Engana-Trouxa, os golpes com pirâmides são antigos e obedecem, quase sempre, à mesma lógica.

    1. Escolhe-se um produto qualquer . E monta-se uma primeira lista de supostos vendedores com 10 nomes. Como o trapaceiro está iniciando o processo, provavelmente os 9 primeiros nomes da lista são clientes fantasmas, criados por ele.
    2. As dez pessoas que receberam a lista, pagam o bônus para o primeiro da lista. Depois, montam uma nova lista, na qual o primeiro nome é excluído e a pessoa coloca o seu próprio nome no 10º lugar.
    3. A nova lista é vendida para novas dez pessoas que pagam o primeiro da lista e montam novas listas, incluindo seu nome no 10º lugar. E o nome de quem vendeu para elas no 9º lugar.
    4. Portanto, a primeira pessoa a quem a lista foi vendida terá que esperar nove rodadas, antes de começar a receber o retorno.
    5. Quando chega sua vez, os primeiros compradores conseguem ganhar bom dinheiro, à custa dos que entraram depois. Cria-se a fantasia de que todos ficarão ricos. Ocorre que o crescimento da pirâmide é insustentável. Chegará uma hora em que não haverá mais incautos para adquirir a pirâmide e ela quebrará, deixando grande parte dos usuários no prejuízo bravo. Estudos estatísticos estimam que, em cada pirâmide, 88% dos participantes perderão dinheiro.

Os golpes da pirâmide, ou corrente da felicidade, são antigos no Brasil. Nesses casos, o produto ofertado pouco importava. A receita da corrente consistia no pagamento efetuado pelos novos aderentes aos que entraram primeiro. No Brasil vimos várias formas de golpes usando o esquema de pirâmide, de maior e menor porte, mas todos com a mesma essência, de listas em cartas a e-mails, passando por ouro, bois e avestruzes. Todas as pirâmides tradicionais das últimas décadas contaram com a mesma estrutura de vendedores, em geral pequenos picaretas de mercado, dispostos a vender qualquer coisa.

Mas o esquema Ponzi nesses moldes atuais, é um negócio que não se sustenta por muito tempo, pois não há venda nem serviço sendo ofertado. Você precisa sempre chamar mais pessoas para participar do esquema. Vai chegar um momento que ninguém mais vai entrar, e aqueles que entraram por último, ou seja, estão na base, não receberão o dinheiro, pois se ninguém aderiu, de onde tirar dinheiro para pagar todo mundo? 

Para a polícia, ao entrar no plano, você está colaborando para o crime contra a economia popular. Você pode até ganhar dinheiro, mas de maneira ilegal. Pratica estelionato, que significa obtenção de vantagem em prejuízo alheio. Ou seja, você fala mal dos políticos em Brasília, mas eles não são muito diferentes de você que entrou nessa pra ganhar dinheiro sem trabalhar.

Segundo informações do blog do Nassif, o golpe da Telexfree foi montado inicialmente no Brasil, com características próprias da era da Internet. Depois, conseguiu-se um parceiro norte-americano. O cabeça da operação foi o empresário capixaba Carlos Wanzeler. O golpe se valeu de um modelo de marketing denominado de “multinível”* – que é legítimo e adotado por empresas respeitáveis. O que diferencia uma empresa séria da golpista é a receita auferida com a venda final do produto. Quando a remuneração de todos é função direta da venda de produtos, o modelo é auto-sustentável. Quando a forma de remuneração é o pagamento de quem entra, e a manutenção da rede depende do crescimento exponencial dos participantes, é golpe.

Outro problema dessas empresas, e o que mais me irrita, é o spam gerado. Os que caíram no golpe colaboradores passam o dia enviando mensagens (e-mail, mensagem direta pelo Twitter ou Facebook) tentando convencer os outros a entrar, para ressarcir seus gastos. Muitos vezes, os filtros do e-mail não pegam estas mensagens, e acabamos com um monte dessas porcarias enchendo nossas caixas.

Infelizmente, pessoas próximas, que acreditamos ter um mínimo grau de instrução, acabam iludidas pela promessa de dinheiro fácil. É como se o TelexFree, o BBom, o Multiclick, a Forever, a Herbalife e seus similares fossem um vírus, que afetasse a mente das pessoas e se propagasse pelos canais online delas.

A melhor vacina para essa praga é a informação, não se deixe enganar. Abaixo algumas dicas de como escapar do golpe:

    1. Não acredite nesta história de ganhar dinheiro fácil. É importante sempre desconfiar de qualquer negócio que prometa altos rendimentos em pouco tempo e sem grandes esforços.
    2. Antes de fazer um investimento, é fundamental se informar sobre a índole da empresa. Quando se trata de um esquema de pirâmide, nem sempre é sustentável conversar com um membro, pois o interesse dele é atrair mais pessoas para aumentar o próprio faturamento.
    3. Verifique se há uma regulamentação específica para a atividade realizada pela empresa.
    4. Visite os sites de reclamações para avaliar o nível de satisfação dos associados.
    5. Ao investir em um negócio não regulamentado, é importante guardar todos os e-mails, contratos e recibos. Estes itens podem ser usados como provas para recorrer à Justiça.
    6. A pirâmide financeira é uma roubada porque é considerada criminosa, de acordo com a lei 1.521/51. O Ministério Público pode descobrir o esquema fraudulento a qualquer momento e bloquear os bens da empresa, resultando assim em prejuízos para os investidores.

Agora, algumas desculpas de quem quer continuar “tentando” ganhar dinheiro fácil:

    1. É sem ética, e não tá nem aí pros outros. Afirma aproveitar enquanto ela dá dinheiro;
    2. Ataca os questionadores. “Você tem é inveja”;
    3. É tão desonesto quanto nossos políticos. Vangloriando-se da própria “esperteza”;
    4. Desvia o foco ou emudece diante de perguntas de quem duvida do esquema;
    5. Diz que a empresa está há X anos no mercado, como se isso fosse sinônimo de moral;
    6. Acha que não paga pra trabalhar. “Em qualquer negócio é preciso investir dinheiro”;
    7. É contraditório. Anuncia lucros demasiados com pouco esforço. Quando questionado, muda o discurso. Responde que é com muito esforço;
    8. Mesmo diante de todas as evidências, nega que o negócio seja uma pirâmide.

Ouça agora o conselho de alguém que tem envergadura moral suficiente para ser ouvido, alguém que sempre deu bons conselhos desde que você era pequenininho, He-Man:

E agora, um vídeo muito interessante do @CanalDoOtário, explicando como funciona uma pirâmide financeira utilizando a Herbalife como exemplo (esta é a versão sem palavrão, se quiserem a sem censura é essa AQUI):

Então, caro leitor, espero que neste momento você esteja vacinado contra essa praga que tem assolado o país nestes últimos meses.

Como disse o nosso amigo de Etérnia: as pessoas que tem sucesso são aquelas que trabalham, seu trouxa! Ou será que ¿Isto Non Ecziste?

 
Fontes de pesquisa:
Renda Extra na Internet
Blog do Luis Nassif
 
Conheça mais:
Falcatruas para Ganhar Dinheiro na Internet
Telhacast #77 – Marketing de Rede e Telhacast #78 – Marketing de Rede Plus
Herbalife é acusada de ligação com pirâmide no Canadá
BLACKDEVER Pirâmide, Fraude ou Marketing Multinível?
As correntes e as pirâmides
BBOM Brasil Rastreadores: Funciona Mesmo? Verdade Ou Mentira? Golpe, Pirâmide, Fraude Ou Confiável?
A Pirâmide Engana-Trouxa
 

———–

(*)Marketing multinível ou marketing de rede é um modelo comercial que usa as vendas diretas e a rede de relacionamento dos revendedores. Trata-se de modelo comercial sustentável e legal, no qual o integrante da rede ganha pela venda de produtos ou serviços – e não pelo recrutamento de outros vendedores. Ou seja, seu faturamento será proporcional à receita gerada pelas vendas e não pelo número de integrantes que são trazidos para o negócio. A metodologia é usada por empresas de vendas porta a porta, como Avon, Natura e Tupperware.

Sobre Cleson Cruz

Sou potiguar com muito orgulho, pai e marido. Engenheiro Eletricista e Designer Gráfico de formação. Gosto muito de música e cinema. Sou viciado em séries de tv. E leio muito quadrinhos e livros desde a minha tenra infância.
  • Ribamar

    Texto muito bem explicativo. Fujamos de negócio fácil.

    Verdadeiros investidores não caem nesse golpe e nem tem interesse nisso. Outra coisa que me irrita é ver um bando de 'inocentes' se dizendo investidores. Nunca foram. E fazem passeata contra a justiça, que constatou irregularidades! Haja inocência!!! Sorte desse 'investidores' que a justiça lhes salvou, senão, seriam enganados mais uma vez (como outros golpes que tem por aí).
    Todo investimento sério precisa de tempo para 'amadurecer'. Quem investe tem visão e sabe esperar.

    Parabéns Cleson pelo post

  • Agora até que melhorou, mas minha caixa de e-mail ficava cheia de e-mail de spam dessa praga.