Início / Entrevistas / Entrevista: Gustavo Rosseb

Entrevista: Gustavo Rosseb

E continuando nosso ciclo de entrevistas eu lhes apresento o Paulistano pau-pra-toda-obra no meio cultural: Ele, que é cantor e escritor, ele, que pinta e compõe, ele, que nos deu a chance de conhecer mais sobre si e provavelmente vai me esganar se eu dedar que assalta a geladeira de madrugada. Com vocês, GUSTAVO ROSSEB.

“O paulistano Gustavo Rosseb, 27anos, é formado em Rádio e Tv. Traz em seu currículo trabalhos como musico, compositor, e designer. Atua também na área de direção e roteiro para cinema. A Odisseia de Tibor Lobato – O Oitavo Vilarejo é o primeiro romance da série que marca sua estreia como escritor.”


PD – A “Odisseia de Tibor Lobato – O Oitavo Vilarejo” é o seu primeiro livro, o que veio na sua cabeça depois de lançá-lo? Qual foi a sensação de ver o primeiro exemplar impresso?

GR – Uau, a entrevista já começou interessante! Na verdade, entre o término do livro e o seu lançamento, houve um intervalo de um ano. Ano esse que me trouxe a duvida se eu conseguiria ou não lançá-lo e se eu seria mesmo capaz de carregar o titulo de escritor. E ali começava a minha própria odisseia. Após lutar muito na busca por uma editora, consegui finalmente lançá-lo e o dia em que peguei o primeiro exemplar nas mãos, só aí, pude me aceitar como um escritor de verdade. Ali estava um filho meu.

PD – O sucesso tem se mostrado em séries com o foco em mitologia grega ultimamente. O que te inspirou a se basear na mitologia brasileira?

GR – Eu sou um supermegablaster fã da nossa cultura. Causos, contos, musicas, danças, comidas, sotaques, etc. O folclore brasileiro sempre me fascinou (assim que superar meu medo de agulhas, tatuarei um saci em minha perna), sou fã mesmo! Quando me vi apaixonado por literatura fantástica, senti falta do nosso dedo por lá. Sentia que a literatura infanto juvenil estava carente de assombração tupiniquim e, juntando a fome com a vontade de comer, resolvi assumir a responsabilidade de escrever algo do gênero. 🙂

PD – Qual foi o maior obstáculo criativo em adaptar nosso folclore?

GR – Mário de Andrade e Monteiro Lobato foram os responsáveis pela massificação do folclore, o que fez com que as pessoas já tivessem algo à respeito em seu subconsciente. O grande desafio foi abordar o mesmo tema sob uma ótica nova. Uma releitura de nossa cultura para todos os amantes da literatura infanto juvenil moderna.

PD – Você é escritor, cantor, desenhista… Você se considera um artista completo?

GR – O que seria um artista completo? Eu gosto de arte! Na verdade eu acordo arte, respiro arte, almoço e janto arte, canto arte, durmo e sonho arte. Acredito que quando se quer expressar algo, tudo é valido. Tudo vem a calhar e somar.

PD – E qual meio você acha que mostra o que tem de melhor?

GR – Acho que na criatividade! Antes de traduzir a mensagem em um formato, seja na musica, na literatura ou no desenho; é necessário ter uma ideia de base. Acredito que nesse quesito eu mostre o que tenho de melhor. 🙂

PD – Qual o seu maior receio quanto às criticas (Sim, elas sempre virão!)?

GR – Adoro criticas! Guardo todas elas como troféus. Não tenho receio algum, não as separo como positivas ou negativas; as vejo apenas como criticas. A partir do momento que você lança algo, seja um livro ou uma música, esse algo deixa de ser seu e passa a ser de todos. A maneira que as pessoas recebem sua mensagem é o termômetro para saber o quê e como está se emitindo essa mensagem. Portanto digo e repito, adoro criticas.

PD – E dos mais chegados, parentes e amigos próximos, já recebeu uma que te deixou pra baixo?

GR – Não, não! A não ser que tenham mentido pra mim!!!! hehe.

PD – Além da trilogia do Tibor, algum outro projeto futuro?

GR – Bom, se eu disser que é segredo, com certeza vocês irão me odiar, então eu digo que sim! Eu tenho outro projeto futuro na literatura e o seu nome é Codificado. É só o que posso dizer por enquanto. rs. Mas ainda há por vir Tibor Lobato 2 Tibor Lobato 3.

PD – E na carreira de cantor, quais os planos?

GR – O Capela (minha banda) acabou de lançar o primeiro álbum. Nossos planos estão todos voltados para a turnê deste álbum… ok, nem todos os planos são para a turnê, porque o Léo, o Caio e eu formamos um trio de ansiosos e já estamos malucos para gravar o segundo álbum!

PD – A música que mais fez sucesso no YouTube foi “Simples Assim”. Canta um trecho pra nós?

Ok, ok! É pra já! (vou gravar um vídeo com os caras e te mando, ok???)

PD – Se você, Gustavo, fosse um personagem do seu livro, que tipo de personagem escolheria se tornar?

GR – Nossa! Você me pegou! Posso pensar um pouco?

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

EU SERIA O TIBOR LOBATO!!! Na verdade, já temos certa verossimilhança. Ambos somos piscianos nascidos no dia 20 de março. Somos hiper curiosos e por conta disso estamos em constante confusão. Somos leais aos amigos que temos e adoramos a comida de nossa avó.

PD – Qual o seu maior sonho pr’A Odisseia de Tibor Lobato?

GR – Tá bom, eu confesso! Quero ir ao cinema assistir Tibor Lobato – O Filme.

PD – Quais seus motivos pra seguir a diante, simplificando, o que te leva a escrever e continuar escrevendo?

GR – Amo o que faço! Isso seria motivo suficiente, mas acredito também em um mundo melhor e coloco muito do que vejo por aí, não só em meus personagens, mas também em minhas músicas. Acredito na proposta da reflexão. Ao fazer as pessoas pensarem, a orquestra da vida tende a tocar músicas mais bonitas. 🙂

PD – Tem sempre aquele leitor que acaba não conseguindo diferenciar real de fantasia. Qual a situação mais “marcante” que você já passou com esses tipos (Ex. “Faz o Boitatá por fogo neles!”)?

GR – Ainda não passei por uma situação dessas, mas sei bem como é! Já quis ter uma varinha, ser filho de Poseidon e morar na Terra Média!!!

PD – Você já chegou a deixar livros em bancos de praça, pontos de ônibus, pra pessoas lerem. Esse lado consciente é marketing ou Gustavo Rosseb é mesmo assim?

GR – Hehe! Já deixei sim, aqueles livros foram embora de verdade, doei para pessoas que nunca vi e quiça verei. Um presente meu! Sim, sou mesmo assim. No momento, estou montando um projeto para transformar o primeiro livro da série em um áudio livro. Os doarei para crianças cegas!!!

PD – Você disse que é ansioso, qual a sua expectativa para “A Odisseia de Tibor Lobato – A Guardiã de Muiraquitãs”?

GR – Eu prefiro não pensar nisso, caso contrário roerei todas as unhas das mãos! Foram dois longos anos o escrevendo e o que sei é que essa sequência é a melhor coisa que já escrevi na vida.

PD – Um recado pras pessoas que ainda não leram Tibor Lobato.

GR – LEIAM!

Sobre Baltazar de Andrade

Baltazar de Andrade nasceu com outro nome, mas acha Baltazar muito mais bonito. Criado nas imediações de Curitiba, cresceu rodeado pela coleção de livros do pai. Metamorfose - O Inimigo Nas Sombras é seu primeiro livro. Atualmente vive com a esposa e a filha, além de sua própria coleção de livros de estimação e uma gata muito manhosa. Paralelamente a série "Rastro Psíquico" está escrevendo o livro O Vidente de Aparelho Quebrado. Amante inveterado da literatura nacional e criador relapso de idéias fugitivas.
  • Muitíssimo obrigado pela entrevista! De verdade, adorei participar!

    Aos interessados, é possível encontrar o livro aqui:
    http://www.livrariacultura.com.br/Produto/LIVRO/O

    e também tem a pagina do livro no facebook:

    http://www.facebook.com/pages/A-Odisseia-de-Tibor

  • Wilton

    O Gustavo é um cara competente, já tive a oportunidade de ler um trecho do livro e vi que assim como na música, o cara sabe o que está fazendo e faz com dedicação e competência!

  • André Nascimento

    LEIAM LEIAM LEIAM , O livro é ótimo e precisamos compartilhar isso.
    a Musica nem se fala ,
    desejo muito sucesso !

  • Eduardo

    Ótima entrevista, Gustavo. Parabéns!

    Vale a pena ler Tibor Lobato!

  • Gabriel Limas

    Adorei a entrevista *_*
    Suas musicas são lindas e carregam um grande significado ^^
    Parabéns !!

    • Rosana N.

      UM ARTISTA COMPLETO QUE ENCANTA COM SEU LIVRO INTELIGENTE E SUA VOZ ENTOANDO POESIA. ALIÁS O MUNDO ESTA PRECISANDO DE POESIA. LEIAM O LIVRO E COMPREM O CD. É EMOÇÃO E ENERGIA PURA.

    • valeeeu

    • Obrigado

  • Vitor

    Artista completo sim! Detona em todas as áreas que entra!

  • Juliana Torssoni

    Mais uma vez, Gustavo Arrasando. O que dizer sobre ele ? Uma pessoa talentosissima, com um coração enorme e um carisma fora de série. A estrela desse rapaz apenas começou a brilhar. Seja qual for o caminho que ele trace, ele vai longe, sei que vai! Um beijo da amiga e fã do Tibor, do Capela e do Gustavo 😉 ( Tâmo Junto Gu! )