Início / Literatura / Contos/Crônicas

Contos/Crônicas

Conheça nossos contos e crônicas.

novembro, 2013

  • 26 novembro

    Mingau de Leite – Uma crônica sobre a memória do amor

    De todas as coisas simples, uma das mais singelas que conheço é a lembrança do amor que recebemos. Ela pode estar contida em qualquer objeto; pode se esconder em qualquer paisagem e se revelar com qualquer sabor, cheiro ou toque. A verdade é que a lembrança do amor está em …

junho, 2013

  • 29 junho

    Levanta-te e anda, Brasil!

    Ontem minhas filhas me perguntaram por que estava todo mundo nas ruas, brigando. Para responder à questão, falei brevemente sobre os impostos que pagamos e sobre o destino inapropriado que muitas vezes esse dinheiro recebe. Discorri um pouco sobre o que é corrupção e sobre a importância de se votar …

  • 29 junho

    Semana Especial: Mergulhe em Neil Gaiman – Os Outros

    O Papiro Digital em parceria com a editora Intrínseca traz o especial Mergulhe em Neil Gaiman. Durante a semana de 26/06 à 03/07 irá rolar por aqui e em alguns blogs parceiros postagens referentes ao lançamento de O Oceano no Fim do Caminho. A cada dia um post sobre o autor e suas obras, e um super sorteio relâmpago …

  • 15 junho

    Lia

    Da janela aberta, Lia observava a noite avermelhada de inverno. As nuvens desfilavam inatingíveis, tangenciando aqui e ali algum pensamento solto. Desligou todas as luzes, fechou os olhos, inspirou profundamente e permitiu que o ar frio trouxesse consigo a calma. Sentia-se cansada, pesada de lembranças que não queria mais carregar. …

maio, 2013

  • 24 maio

    Momento King | O Retrato Oval de Poe

    O Conto da vez do Momento King, é uma obra do Gênio Atormentado Edgar Allan Poe. O conto O Retrato Oval, se passa num castelo medieval abandonado, no qual um jovem senhor é obrigado a passar a noite acompanhado apenas de seu criado devido a condições do tempo. Este conto integra o livro A …

fevereiro, 2013

  • 28 fevereiro

    O Favor de Badbh – Parte 02

    Mais três pares de vigias assassinados na surdina e um tempo para contar as barracas e vigias restantes que patrulhavam a área do acampamento inimigo, em uma grande clareira, e os batedores estavam de volta. Os invasores tinham uma vantagem numérica de três para um, mas a maior parte dormia. …