Início / Literatura / Resenhas de Livros / Resenha | Drácula, de Bram Stoker

Resenha | Drácula, de Bram Stoker

dracula
A Editora Landmark traz agora a maior obra de terror da literatura em exclusiva edição de luxo em capa dura bilíngue, apresentando o primeiro capítulo inédito da obra-prima de Bram Stoker no ano em que se celebra o centenário de seu falecimento. 

Resenha

Sempre tive fascinação por vampiros – “mas diga-se de passagem” os bonzinhos, atraentes e apaixonados que fogem totalmente do contexto desse clássico maravilhoso de Bram Stoker.
Não sou fã de literatura voltada para o Terror, mas a minha curiosidade era tanta por esse clássico, que não resisti e comprei um exemplar, que , para minha felicidade, veio com um capítulo inédito que Stoker excluiu quando da primeira publicação em 1897 e que mais tarde em 1914 a sua viúva decidiu publicar esse capítulo que fora rebatizado como “O Convidado de Drácula”.

Clássicos são difíceis de ler, na minha opinião, eu, pelo menos demorei bastante tempo para terminar o livro.

O livro é todo escrito a partir de anotações em diários dos respectivos personagens , desde a ida do corretor de imóveis Jonathan Harker para Transilvânia, onde se tornou prisioneiro no castelo do conde Drácula e descobriu o que era seu ilustre cliente, até a ida do Conde para Londres , onde começam a surgir os outros personagens e seus diários, como o da noiva de Jonathan; Mina Murray; as cartas de sua amiga Lucy que mais tarde se torna vítima do conde Drácula durante um ataque de sonambulismo; o Dr. Seward psiquiatra e seus amigos ; Arthur e Quincey, o célebre professor de antropologia e filosofia que também era um especialista em doenças obscuras chamado Van Helsing , e relatos de um paciente do Dr,. Seward chamado Renfield , um zoófago, que em suas crises revela conhecer o conde Drácula, chamando-o de mestre e senhor.

A partir daí coisas terríveis vão acontecendo, e quando o professor Van Helsing descobre a verdadeira doença de Lucy, consegue provar aos demais no que ela fora transformada, sendo assim , começa a caçada à esse ser assustador que a transformou.

Os relatos são assustadores, juro que evitei ler a noite, (fiquei com a impressão de que se olhasse para uma parede , veria o tal conde descendo grudado por ela) e a invasão ao cemitério no jazigo de Lucy, foi pavorosa igual ao dia em que o Conde força um laço de sangue com Mina, tudo muito assustador.

Essas partes do livro foram que mais chocaram…Para quem gosta de terror, é um prato cheio.

Não resisti e vou colocar aqui alguns quotes. Esse foi o bilhete que o conde Drácula deixou para Jonathan no capítulo,” O Convidado de Drácula”:

“Bistrita,
Tenha cuidado com meu convidado,sua segurança é muito preciosa para mim. Se algo acontecer a ele,ou se ele se perder, não poupe esforços para encontrá-lo e garantir sua segurança. Ele é inglês, e por isso mesmo aventureiro. Sempre há os perigos da neve, dos lobos e da noite. Não perca um minuto em suspeitar que ele pode estar em perigo. Respondo ao seu zelo com a minha fortuna.

Drácula.”

Assim com esse bilhete até dá para imaginar que o tal Drácula seria bonzinho, mas…

“Mas os meus sentimentos se transformaram em repulsa e terror quando vi o homem lentamente sair pela janela e começar rastejar muralha abaixo, em direção ao terrível abismo, com o rosto voltado para baixo e o manto se abrindo em torno dele como grande asas.”

Foi um livro, como disse, aterrorizante, mas gostei muito desse clássico tão famoso, que deu base a inúmeras adaptações para filmes, peças e outras mídias.

O livro foi muito bem produzido pela editora Landmark, a capa nem preciso dizer, linda, as folhas amarelas ótimas para leitura, o que deixou a desejar foi o tamanho da fonte usada, que confesso, torturou um pouco, mas como todo leitor é obstinado quando abre um livro que a muito quer ler, eis que consegui.

Sobre Rê Souza

"As melhores viagens da minha vida eu fiz sem sair do lugar." "Uma paixão chamada livros" Rê

Leia Também

Resenha | A Fábrica de Robôs, de Karel Tchápek

Esta peça, publicada em 1920, apresenta um mundo onde o avanço indiscriminado da ciência e …

Eventos de literatura com autores de Terror, Suspense e Policial são opção Cultural no Mês do Halloween

Autores: Marcos DeBrito, Victor Bonini, Rodrigo de Oliveira, Marcus Barcelos Teremos lançamentos de livro, debates, …

  • Sempre tive vontade de ler Drácula, tanto por ser um clássico, quanto por ser um livro de terror. Mas eu nunca consegui comprar um exempar digno do tamanho da obra para colocar na minha estante. E eu já vi essa edição e me agradou muito, mas sempre falta $$ pra compra-la. Adorei sua resenha e pelo visto vou encontrar o que eu tanto procurava: vampiros, sangue e terror.

    http://morada-dos-livros.blogspot.com.br