Início / Literatura / Resenhas de Livros / Resenha | O Clone de Cristo, de J.R. Lankford

Resenha | O Clone de Cristo, de J.R. Lankford

Uma amostra do DNA de Cristo foi roubada do Santo Sudário e agora um cientista pretende clonar o filho de Deus

O Clone de Cristo é uma história fantástica sobre uma experiência secreta que pode mudar o mundo: a tentativa de clonar Jesus Cristo a partir do Santo Sudário. O Dr. Felix Rossi é o chefe da pesquisa, um conceituado cientista obcecado com duas perguntas: será que o tecido do Sudário contém mesmo o sangue de Cristo? E o DNA ainda estará intacto? Apesar do caráter sigiloso do experimento, forças obscuras tentam impedi-lo e Rossi não tem tempo a perder: precisa encontrar uma mulher para gerar a criança.

Esta trama policial arrepiante nos leva numa viagem inesquecível da alta sociedade nova-iorquina aos bares irlandeses, das igrejas do Harlem à Catedral de Turim. Uma narrativa bem construída sobre laços familiares perdidos, um homem à procura de Deus, uma mulher em busca de um sentido para a própria vida… e uma inesperada história de amor.

Resenha

Ao ler a sinopse do livro imaginei algo bem diferente do que ele é na verdade, pensei em algo com um estilo meio que O Código da Vinci, cheio de conspirações, aventuras e informações interessantes sobre o tema proposto. Mas o livro não é nada disso, eu não diria que é totalmente o oposto, mas em certo ponto é sim o oposto. A autora parece não querer polemizar com a Igreja, e acaba desnecessariamente enchendo os capítulos com orações e discussões religiosas, e esquecendo o lado científico e policial da trama. Ou seja, diferentemente do que diz a sinopse (e a classificação do livro, que o coloca como Policial/Suspense e Ação), na verdade O Clone de Cristo trata de um Drama/Romance Religioso com uma pitada de ficção científica.

No exterior o livro é conhecido como The Jesus Thief (O Ladrão de Jesus??), e faz parte de uma série composta pelos seguintes livros:

  1. The Jesus Thief  (2003) – O Clone de Cristo (no Brasil – 2014)
  2. The Secret Madonna (2008)
  3. The Sacred Impostor (2012)
  4. The Covert Messiah (2013)
  5. The Enemy Apostle (2015)

Book Trailer da série (em inglês)

O livro traz a história do Dr. Felix Rossi, um homem que cresceu acreditando ser de uma família católica, ele sofre um acidente aos nove anos de idade que o deixa em coma, durante o coma ele acredita ter visto e conversado com o próprio Jesus Cristo. Ele cresce e torna-se um cristão fervoroso. Porém, acaba por descobrir que sua família é judia e que estavam fingindo o catolicismo desde que fugiram da Europa, era o que faltava para ele decidir aproveitar-se de seu cargo de chefe de pesquisa do Santo Sudário para roubar uma amostra do tecido sagrado e clonar o Filho de Deus.

Já me senti incomodado ao começar a ler e ver que a coisa não era bem como eu pensava, e fiquei mais ainda ao conhecer o suposto protagonista da história, o Dr. Rossi. O cara é a incoerência em pessoa, não consegue entrar na minha cabeça que um cientista especialista em clonagem aja da forma como ele age, ele é um fanático religioso! Ele só reza o tempo todo, não é nenhum pouco racional, e a ciência fica em segundo plano, não existe o equilíbrio que deveria existir num suposto cientista católico. Mas o que mais me incomodou foi a reação do Felix ao descobrir que era judeu, será que lá fora o preconceito dos católicos com os judeus é tão forte assim? Ele simplesmente não quer aceitar esse fato, age como se isso fosse uma grande vergonha, é muito estranho um homem que deveria ser culto e esclarecido culpar os judeus pela morte de Cristo! É um drama que toma boa parte do livro e que a meu ver é algo totalmente desnecessário na trama.

Pois bem, ainda temos os outros personagens que vivem ao redor do “Dr. maluco”: A Frances (irmã dele), a empregada negra Maggie (personagem muito importante na trama), a Adeline (noiva do Dr.) e o porteiro Sam (que é muito mais que um simples porteiro). Além deles, temos o vilão da história, o Sr. Brown, um homem muito poderoso e misterioso.

Não vou entrar em detalhes sobre quem será a Maria escolhida por Felix, mas desde o início fica muito óbvio quem o será.

Falando agora do design gráfico do livro, como sempre a Saída de Emergência continua impecável, a capa é belíssima e vende bem o livro. A diagramação em si também é muito bem feita, e faz a leitura fluir muito bem.

A história em si é boa, mas a forma como foi desenvolvida ficou aquém do esperado por mim. Há muita religião, o que na verdade não é ruim, o que é ruim é a forma exaustiva como ela foi inserida na trama. Vemos orações descritas na íntegra e discussões religiosas que não acrescentam em nada.  Lá no início eu disse que o Dr. Rossi era o suposto protagonista, disse isso porque na verdade o verdadeiro protagonista da trama é o Cristianismo, o resto é só um pano de fundo para a “pregação” da autora.

Que fique claro, não estou dizendo que o livro é ruim, ele simplesmente não me agradou pois eu esperava outra coisa, foi me vendido algo diferente do que encontrei. Para quem gosta de romances religiosos é uma excelente dica, fala de família, amor de Deus, procura espiritual, redenção, tolerância religiosa e por aí vai.

A verdade é que o livro pode frustrar aqueles que esperavam por mais ficção científica, ação, suspense e conspiração, e menos blá blá blá religioso, mas ainda assim é um livro interessante de se ler.

Não vou entrar aqui no mérito do Sudário ser verdadeiro ou não. Mas com um tema desses, Dan Brown teria criado um enredo fascinante, cheio de conspirações e verdadeiros questionamentos religiosos, morais e éticos. Quem sabe não cheguemos a ver isto um dia, né? Fica a dica pro Brown.

Sobre Cleson Cruz

Sou potiguar com muito orgulho, pai e marido. Engenheiro Eletricista e Designer Gráfico de formação. Gosto muito de música e cinema. Sou viciado em séries de tv. E leio muito quadrinhos e livros desde a minha tenra infância.

Leia Também

Resenha | A Rainha das Trevas, de Anne Bishop

Incapazes de atingir Jaenelle, a jovem Rainha, os membros corruptos dos Sangue fazem um jogo …

Resenha | Anjos – A Facção Iconoclasta, de Wudson Silva

O livro inicia por narrar os dias que antecederam a investigação sobre a morte de …

  • @SdE_Brasil @JR_Lankford. Obrigado! My idea? Real science, lies for liars, religion for the religious, sex for the sexy.