Início / Literatura / Resenhas de Livros / Resenha | O Mistério dos Deuses, de Bernard Werber

Resenha | O Mistério dos Deuses, de Bernard Werber

o-misterio-dos-deusesO MARCANTE DESFECHO DA TRILOGIA O CICLO DOS DEUSES

No início, quando chegaram à cidade de Olímpia e foram aprovados na categoria de anjos da guarda, os alunos-deuses eram 144. Agora, esse número está reduzido quase pela metade. Ao longo do jogo em que precisam fazer evoluir seus próprios humanos – e ao fim do qual somente um aluno sairá vencedor –, muitos já foram eliminados e transformados em seres mitológicos. Diante desses perigos, Michael Pinson tenta sobreviver e impedir a extinção de seu povo.

Neste volume final, Michael continua sua saga em busca dos maiores mistérios do universo. Depois de descobrir o que há no alto da montanha, ele retorna à Ilha de Aeden para disputar a final do jogo das divindades, que conta apenas com 12 alunos-deuses sobreviventes. Mais do que nunca, seu objetivo é vencer, pois, como recompensa, o ganhador poderá conhecer pessoalmente o Criador.

Resenha

O Mistério dos Deuses é o terceiro e último livro da saga, e continua com a busca de Michael Pinson pelos mistérios que cercam o universo. Dessa vez só restam 12 alunos-deuses. Afinal, quem será aquele que ganhará o direito de conhecer o Criador, será que Michael conseguirá vencer o jogo dos deuses e salvar seus homens-golfinhos ou teremos outro ganhador?

Não é necessariamente o mais inteligente que ganha, mas quem sabe se antecipar, estar onde ninguém espera e agir de maneira imprevisível.

Esse é um livro que me deixou em maus lençóis para escrever a resenha, eu realmente fiquei sem saber o que escrever sem revelar o que acontece na história. Mas vou tentar…

Maravilhosamente surpreendente! É esta a sensação que nos passa esse volume final da trilogia do Ciclo dos Deuses.

Sem exageros, é um livro incrivelmente surpreendente mesmo, o rumo da história mudou totalmente do segundo pro terceiro volume, foi uma cadeia de eventos de tirar o fôlego, deixando o leitor atordoado com os acontecimentos apresentados.

Não é porque são muitos a estarem errados que eles têm razão.

Neste livro, como nos anteriores, Werber continua a entrecortar a história principal com informações da sua enciclopédia dos saberes, sendo que desta vez percebi que a ligação entre a enciclopédia e a história principal é menos óbvia, muitas vezes precisando analisar mais a fundo para percebê-la (em alguns casos nem consegui perceber essa ligação). E, através destas intervenções, continuamos tendo excelentes aulas de História, Mitologia, Filosofia, Política e Religião.

Na história vemos algumas reviravoltas e situações curiosas, como: Mortes e ressurgimentos de personagens importantes; O nascimento de um novo e inesperado amor; E uma insólita jornada que me lembrou muito a do filme/livro Amor Além da Vida. Ou seja, tem 530 páginas de muita emoção nesse último volume.

Ah, e o final… ah, o final… segurem os queixos, acredito que nunca tenham visto nada parecido em um livro! 😯

Não é por ser impossível que não fazemos algo. É por não fazermos que esse algo se torna impossível.

Bom, é isso… não posso ir mais a fundo sem dar spoilers! Maaaas… não posso resistir a dar uma pequenina dica de algo muito interessante que acontece na trama: “Quebra da quarta parede”. Quem já conhece o termo, muito usado no teatro, talvez já tenha ideia de algo que possa ter acontecido no livro… 😉

Não posso deixar de agradecer a Bertrand por trazer essa obra maravilhosa para o Brasil, aprendi e me diverti muito com Michael Pinson e seu Panteão de Deuses, Semideuses e Alunos-deuses. Obrigado mesmo!

Só mais uma coisa, se tiverem a oportunidade de ler, não percam essa chance. O Ciclo dos Deuses é uma releitura muito criativa da história da humanidade que vai muito além das lições espirituais e filosóficas sobre a vida, ela te faz pensar de verdade sobre quem somos e o que estamos fazendo aqui… então fica a dica: Leiam a trilogia O Ciclo dos Deuses! Vale muito a pena!

(…) A pergunta certa não é: O homem deve acreditar em Deus?” – E qual seria? – Novamente deveríamos inverter o ponto de vista. A pergunta certa seria: “Deus deve acreditar no homem?”

Sobre Cleson Cruz

Sou potiguar com muito orgulho, pai e marido. Engenheiro Eletricista e Designer Gráfico de formação. Gosto muito de música e cinema. Sou viciado em séries de tv. E leio muito quadrinhos e livros desde a minha tenra infância.

Leia Também

Resenha | Gol da Alemanha, de Axel Torres e André Schön

Uma viagem no tempo para entender as transformações do futebol alemão até a conquista da …

Resenha | O Coração da Esfinge, de Colleen Houck

Lily Young achou que viajar pelo mundo com um príncipe egípcio tinha sido sua maior …

  • Ual nunca ouvi falar sobre essa trilogia, parece ser cheio de mistérios, fiquei bem curiosa por que você citou que mudou rumo de um para o outro. Tem bastante páginas e parece ser muito bom a trilogia, o fato bom é que tem vários tipos de épocas e diversidades de coisas para ensinar.
    Abraços Cleson, ThayQ.

  • Owwwwwww, não havia ouvido falar na série mas gostei muito, muito interessante, gostei muito. Parabéns pela instigante resenha.
    Onde posso comprar

    • Olá Rosacarla, obrigado pelo comentário.

      Você pode comprar em qualquer loja que vende livros na net, tipo o submarino, a amazon, o extra, a saraiva, todas essas vendem e cada volume custa em média 30 reais.

  • Cleson!
    Uma maravilha quando uma série termina de forma espetacular, não é mesmo?
    Não li ainda nenhum dos livros da trilogia do Ciclo dos Deuses, mas fiquei muito, muito interessada.
    Obrigada pela resenha.
    cheirinhos
    Rudy

  • Já havia lido sobre o Ciclo dos Deuses, mas temia ser algo difícil de ler, pois, li em algumas resenhas que era difícil se situar em meio as explicações sobre mitologia e historia, e mesmo sendo fã de todas as mitologias existentes achei melhor fugir de algo complicado.
    Besteira né? Pois, percebi que é uma ótima série, deveria ter me aventurado mais cedo.