Início / Literatura / Resenhas de Livros / Resenha | O Muiraquitã Encantado, de Anna Magagnin

Resenha | O Muiraquitã Encantado, de Anna Magagnin

“O Muiraquitã Encantado” é o primeiro livro de uma série sobre uma garota incomum chamada Sazabel. Uma história de humor e mistério, que se passa no seio da Floresta Amazônica, onde mitos e lendas, fauna e flora são desvendados pelo olhar curioso de uma menina de 12 anos.

Sazabel, após o desaparecimento de sua mãe, levava uma vida austera e chata, em São Paulo, ao lado de sua avó paterna, Dona Flô, que de flor não tinha nada. Porém, seu mundo vira de ponta cabeça quando ela completa 12 anos e recebe de herança não bens materiais, mas sim cinco animais mágicos: André, o exótico menino-foca devorador de peixes; a responsável  menina-lontra Otinha; Tenente Ted, um ursinho negro que pensa ser guarda florestal; Bumba, um genioso filhote de onça; e um cachorrinho muito peludo chamado Malhadinho.

A partir daí, sua rotina fica insustentável e com a ajuda de seu enigmático padrinho, Alo Prado, ela muda-se para Novavalon, cidade secreta de magos na Amazônia.

Em sua nova vida Sazabel descobrirá o valor de coisas simples, porém fundamentais, como: amor, família, amizade e lealdade. Aprenderá também a sobreviver na selva, pesquisar botânica e animais selvagens, preparar poções, fazer magia e jogar futetala. Porém, sem perceber, se envolverá em uma intrigante luta entre o bem e o mal, entre a moral e a ambição. E com mais coragem do que jamais imaginou ter, enfrentará seres lendários da mata e poderes mágicos que nunca ouvira falar.

Resenha

A série Sazabel e o Kinteto trás neste primeiro livro uma aventura em que a garotinha chamada Sazabel acaba por entrar de uma hora pra outra em um mundo cheio de magia, criaturas lendárias e mistério.

Com O Muiraquitã Encantado me senti lendo uma mistura de Harry Potter com algum livro da antiga série Vagalume (lembram?), é uma história leve e lúdica e ao mesmo tempo cheia de mistérios, suspense e criaturas lendárias e folclóricas pouco conhecidas pelo público em geral. É sempre bom parar pra ler um livro infanto-juvenil como esse, deixa a gente mais relax.

A trama segue a Sazabel em sua aventura de descobertas, ao completar 12 anos ela recebe de herança cinco animagos, que nada mais são do que magos em forma de meninos-animais bem trapalhões e protetores. Ela acaba tendo de sair de São Paulo para viver em uma cidade secreta escondida dentro da Floresta Amazônica, chamado Novavalon. Neste lugar mágico, ela passa a frequentar uma escola para magos, onde ela vive diversas aventuras engraçadas com seus animagos e outros amigos. Mas parece que ela é mais do que um simples garotinha, e por conta disso ela acaba sendo envolvida em uma luta entre magos, onde existe uma conspiração secreta para roubar e usar o muiraquitã encantado para o mal.

Com relação ao projeto gráfico, sinceramente achei que a capa podia ter sido melhor executada, mas eu fiquei bastante impressionado com o cuidado no restante do livro. Encontramos diversas ilustrações criadas pela própria autora, como por exemplo em cada início de capítulo, onde vemos uma plaquinha indicando o número e o título dele, sendo que essa plaquinha é uma ilustração que lembra um pergaminho rodeado por folhas. Além de uma marca d’água em todas as páginas, com o desenho de uma símbolo que ficamos conhecendo no decorrer da trama. Com relação a revisão, não encontrei erros relevantes.

Então, para quem curte uma boa aventura infanto-juvenil leve, bem humorada e cheia de criaturas lendárias da floresta amazônica, essa é o que você procura. No início não esperava muito, mas acabei me divertindo bastante, estarei no aguardo da sequência.

“O Muiraquitã Encantado” é o primeiro livro de uma série sobre uma garota incomum chamada Sazabel. Uma história de humor e mistério, que se passa no seio da Floresta Amazônica, onde mitos e lendas, fauna e flora são desvendados pelo olhar curioso de uma menina de 12 anos. Sazabel, após o desaparecimento de sua mãe, levava uma vida austera e chata, em São Paulo, ao lado de sua avó paterna, Dona Flô, que de flor não tinha nada. Porém, seu mundo vira de ponta cabeça quando ela completa 12 anos e recebe de herança não bens materiais, mas sim cinco…

O Muiraquitã Encantado

Capa & Diagramação
Narrativa & Diálogos
Enredo
Personagens
Revisão

Muito Bom!

“O Muiraquitã Encantado” é para quem curte uma boa aventura infanto-juvenil leve, bem humorada e cheia de criaturas lendárias da floresta amazônica, essa é o que você procura. No início não esperava muito, mas acabei me divertindo bastante, estarei no aguardo da sequência.

Sobre Cleson Cruz

Sou potiguar com muito orgulho, pai e marido. Engenheiro Eletricista e Designer Gráfico de formação. Gosto muito de música e cinema. Sou viciado em séries de tv. E leio muito quadrinhos e livros desde a minha tenra infância.

Leia Também

Resenha | Anjos – A Facção Iconoclasta, de Wudson Silva

O livro inicia por narrar os dias que antecederam a investigação sobre a morte de …

Resenha | O Feiticeiro de Terramar, de Ursula K. Le Guin

Há quem diga que o feiticeiro mais poderoso de todos os tempos é um homem …